ATIVIDADES PEDAGOGICAS


Texto: O macaco e o boneco de cera           
Era uma vez uma velha que tinha uma quitanda onde vendia banana e as bananas sumiam sem ninguém comprar.
A velha, furiosa, desconfiou do macaco e arranjou em meio de pegar o freguês que levava sem pagar.
Então, fez um boneco de cera, que até parecia gente, colocou-o num tabuleiro cheio de bananas maduras e se escondeu, esperando.
Chegou o macaco todo fagueiro e, vendo o boneco, m pediu: __ Me dê bananas, moleque.
Mas o boneco não respondeu. E o macaco insistiu:  __ Se não, e der uma banana, lhe dou um tapa.
O boneco continuou calado.
O macaco deu o tapa, ficou com a mão presa no boneco de cera e começou a reclamar:
__ Moleque, solte a minha mão, senão lhe dou outro tapa.
Com as mãos presas, o macaco esperneava: ___ Moleque, solte minhas mãos, senão lhe dou um pontapé.
O boneco continuou calado:   __AH!  não vai soltar não, é? __ gritou o macaco, __Então tome outro pontapé.
E, assim, o macaco ficou preso no boneco de cera.
A velha veio de lá e disse __Então era você quem comia minhas bananas, hein?
O macaco, assustado, pediu: __Não me amasse, não porque dói, dói... Não  me amasse por que dói.. dói, dói.....
A velha não estava pra conversa, amarrou o macaco numa cadeira, enquanto ele gritava:
__ Tou preso, Iaiá tou preso... tou preso numa cadeira me solte, Iaiá me solte...
Me solte... me prenda na bananeiras!
Dizem que o macaco escapuliu pro mato porque a certa escorregava mas mãos da velha...
Outros contam que a velha fez guisado de macaco...
O certo é que até hoje macaco gosta de banana  e quando se lembra de cera faz cada careta! E sai por aí, a pular e cantar:
___Qui, qui, qui, qui, qui,,qui, qui, qui,qui,
 E o macaco escapuliu. (Betty Coelho Silva)